domingo, 18 de abril de 2010

A vida é sempre mais surpreendente que a Arte!

Esses dias assisti o filme “2012”. Quanta criatividade!!

Rapaz! O cara conseguiu fugir de um terremoto que o perseguia, conseguiu roubar um 747 e pilotá-lo, chegou à China em meia hora! E ainda conseguiu reatar com sua ex-garota se livrando do atual namorado por meio de morte por afogamento!!! INCRÍVEL!

E isso não foi tudo! Mais 90% da população mundial foi dizimada e nosso mocinho conseguiu fazer uma “arca de Noé do futuro” salvando milhares de espécimes animais. Ou seja, o cara era o Chuck Norris!

Isso deveria me surpreender.

Mas eu já percebi. Nada na TV pode ser mais surpreendente do que a própria vida. NADA!

O BBB por exemplo. Sabem qual o problema? As câmeras. Elas tiram a humanidade das ações. Por exemplo… Quantas vezes vimos o Dourado chutar a cabeça do Bicézar no mais assistido Reality? NUNCA! Isso seria pesado demais.

Digo isso obviamente para falar do que importa mesmo.

O futebol.

Ligação do Presidente:

-“Bah Pumba… O jogo vai ser feio! Vamos ter que convidar o Gui! Já vai o Cássio, o Negão e o Manzi!”

-“Putz! Eu ainda tenho uma má notícia! Nem o Careca vai jogar.”

Ao que me responde, ele:

-“Deus, tenha piedade de nossas almas!”

Tudo indicava a pior partida de todos os tempos.

Mas como eu disse anteriormente, a Vida sempre é mais surpreendente!

Começando pelo início:

O jogo foi de igual para igual. Apesar de uma equipe ter como goleiro nosso Presidente F. Pato (que descobriu agora, graças à Deus, que É goleiro), e a outra equipe revesar no gol.

Índio, contrariando suas atuações anteriores, ridículas, diga-se de passagem, jogou demais. Defendeu como Mauro Galvão, com desarmes corretos e carrinhos pontuais. Atacou como Alex Cabeção, com seus passes mágicos e visão apurada. Incrível! A última jogada,com um passe milimétrico para eu fazer o tento derradeiro foi digno de James Cameron – diretor de Avatar e outras grandes obras cinematográficas, para quem não conhece.

Cássio (nosso querido gordinho), ontem foi incansável! Sim, amigos. Voltava na marcação, ajudava no ataque, se posicionava corretamente. Excelente!

F. Pato, agora goleiro, pegou até a mãe (sem desrespeitar jamais a matriarca de alguém… é força de expressão). Jogou demais. Implacável nas defesas arriscadas, com carrinhos e pancadas à esmo. E debaixo dos paus pegou tudo! Não havia bola que passasse! Ele agarrava!

Mas nenhuma destas atuações seria tão bem vista, não fosse o adversário.

Um timaço! Zé consciente em todas as jogadas. Lucas com transpiração digna de Guiñazu. Negão baixando o sarrafo (como sempre). E ele. Manzi! Taxado como velho, decrépito, ridículo, sem vergonha… Jogou muito. Articulou com muita habilidade todos os ataques de sua equipe. Fez gols de Romário, um toque. O toque. Foi o capitão e o avalista da grande atuação dos adversários.

Até aí, amigos, não relatei nenhum fato que nos faça pasmados. Tudo isso já vimos ou ouvimos falar.

O que não tínhamos ainda visto é um homem ter seu contrato rescindido por sua mina de fé.

Nós homens somos nós e o futebol. Ele faz parte de nós. Inexistimos sem ele. É nossa parte mais real! É o que somos multilicado por mil! O surpeendente é isso! O homem teve uma parte sua retirada de si por sua amada. Logo ele. Um dos mais aficcionados pelo jogo. Um dos maiores amantes dos gramados. Isso não se vê nos filmes! Seria demais para nossos olhos. Vermos um homem sendo hostilizado desse jeito nos tiraria do sério!

Eu e o presidente chegamos a um concenso. Esse tipo de atleta será advertido com um pacoteno jogo imediato à sua falta, sendo o motivo da falta o comando da amada.

Deixo claro, desde já, que não sou, nem nunca fui, contra o amor!

Aplaudo o amor e o namoro! Acho que dignifica o homem. Mas o futebol, esse sempre deve estar em primeiro plano!

Apesar dessa falta vimos a vida em sua essência.

Guidje, logo ele que fora escrachado por mim e o Presidente, nos presenteou com uma jogada sem precedentes. Sem precedentes mesmo! Nem Pelé fez aquilo! Aliás, o Gui fez esse gol. O gol conhecido como “O gol que o Pelé não fez”.

A bola vinha na direção do goleiro, ele passou como um raio por ela, e foi buscá-la do outro lado. Só encostou para dentro. Gol. Simples. Incrível. A vida nos pregando uma peça. O gol mais bonito do jogo vindo diretamente de onde menos esperávamos. A lei de Murphy destroçada.

Não fico mais impressionado com as loucuras do Vesgo e Sílvio. Tenho o Gui e o F.Pato.

Não me assusta a loucura de Matrix! Tenho o Cássio e sua incrível mobilidade.

Nada me tira o conforto!

Eu tenho o futebol.

Um comentário:

  1. Passadas mais de 24 horas do sumiço inexplicável e misterioso de R.Saja, que fez R.Pumba o esperar por mais de 30 minutos na saída da concentração, após confirmar a sua presença,ao presidente e ao vice-presidente e não aparecer para jogar, em cima da hora, pela SEGUNDA vez consecutiva, minutos antes do jogo do FC Zona Sul. Ele, ele mesmo, R.Saja me ligou e falou o seguinte: "Presidente, estou ligando para me desculpar pelo sumiço de ontem. Sei que não escaparei de uma punição severa pelo papelão protagonizado por mim.". Alegou R.Saja, motivos pessoais(que não serão expostos aqui). Bom eu como Presidente/Atleta do FC Zona Sul, expliquei a Saja que não poderei deixar de aplicar uma punição a ele, pois como presidente disciplinador que sou, não poderia alivia-lo, mesmo sendo ele R.Saja. Ainda mais após as manifestações pós jogo, nas quais R.Saja foi exculaxado e taxado de "pau-mandado", "cú-de-arrasto", "coordenado", "controlado", "sem-moral", "sem vontade própria", "manipulado", "bonequinho" entre outros adjetivos que não poderão ser expostos aqui por serem de baixissimo nivel. Mas além destes o argumento mais forte e que deve ser mais respeitado foi o do mais novo investidor do FC Zona Sul, "J.Machado", que agora banca a "reposição energética" da equipe após o jogo e conduz o debate critico e analitico da partida. Disse ele, que para o homem que joga futebol nada é mais humilhante do que ser proibido por qualquer pessoa de participar de uma partida de futebol, ainda mais quando esta pessoa coatora se trata de uma pessoa do sexo feminino..portanto, após refletir muito, penso que mais do que ser suspenso eternamente, do que ter seu contrato rescindido, receber por produtividade(o que seria o fim para R.Saja), apanhar antes de todas as partidas que jogar a partir de ontem, passar a ser o 5 goleiro do Fc Zona Sul, etc...como fora sugerido pelos atletas/conselheiros após a partida, em uma reunião informal, seria deixar na própria consciência de R.Saja o que ele fez e esta fazendo com seus fiéis e insubstituiveis companheiros de futebol, chinelagem, bagacerices, noites, devaneios e lariras..para que reflita e veja se vale realmente à pena.. Dessa forma, irei sugerir ao conselho essa possibilidade juntamente com a defesa de R.Saja para que seja apreciada e julgada na reunião oficial de quarta-feira. Pato

    ResponderExcluir